RELATORIA CBDE

Quantas vezes você já foi a um evento acadêmico e ficou com vontade de poder citar determinada fala de um palestrante depois em um trabalho?

O evento passa. E o conteúdo também. Certo?

Não no Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral.

Em 2016, a Relatoria CBDE foi criada para a quinta edição do Congresso. Especialistas em Direito Eleitoral e estudantes da matéria foram selecionados para registrar todas as falas do evento.

Não se trata de noticiar, mas de efetivamente relatar com um olhar acadêmico os debates, conferências e painéis, perenizando aquele conteúdo.

A Relatoria CBDE existe para garantir que o incrível material produzido durante os Congressos possa ser para sempre revisto, consultado, referenciado e, até mesmo, criticado por acadêmicos de todo o país e do mundo. A hora que for preciso. Quando for preciso.

Histórico

Concebida pelo ex-Presidente e Membro Fundador do Iprade, Luiz Fernando Casagrande Pereira, a primeira atuação da Relatoria CBDE foi em 2016, durante o V Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, presidido por ele.

A Revista ‘Curitiba Eleitoral’ apresentava aos congressistas o antes e o depois dos blocos de painéis (manhã, tarde e noite), em material impresso, logo após o término de cada um deles.

Como?

Uma equipe de nove pessoas selecionadas por Luiz Fernando Pereira, entre especialistas e pós-graduandos em Direito Eleitoral, relatava tudo o que acontecia em tempo real e, com a mesma agilidade, repassava à equipe de Marketing do Iprade para diagramação e impressão.

Pouco meses depois, todos os relatos foram convertidos em artigos científicos e publicados na renomada Revista Brasileira de Direito Eleitoral – RBDE. Assim nascia a segunda etapa do trabalho da Relatoria: os ‘Anais do Congresso’.

Em 2018, para o VII Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, a ideia se repetiu e ganhou ainda mais força. Com a implementação do aplicativo do Congresso, o agora batizado ‘Caderno CBDE’ chegava digitalmente aos equipamentos eletrônicos dos congressistas.

Dessa vez, uma equipe maior, de doze pessoas, aprimorou o trabalho desempenhado na edição passada e ganhou uma nova função: separar, também em tempo real, as frases de impacto ditas pelos palestrantes. Enquanto ainda falavam, as frases eram lançadas no telão atrás do palco, causando um efeito ainda mais dinâmico ao evento.

Os relatos dessa edição também foram convertidos em artigos científicos, dessa vez lançados em separata da Editora Bonijuris.

Para 2020, a Relatoria CBDE promete seguir inovando, apesar de todos os desafios impostos pela pandemia da COVID-19.

Como funciona?

Os trabalhos desempenhados pela Relatoria CBDE se dividem em várias etapas. Existem os Comissários e os Relatores, que por sua vez ainda se dividem em Revisores e Suporte Eventual.

Primeiro, em contato direto com a Coordenação Científica do Congresso, os Comissários recebem previamente os temas que serão tratados na programação e iniciam uma pesquisa preliminar sobre cada um dos assuntos.

Referido material subsidia os Relatores, responsáveis por efetivamente digitar em tempo real as falas e, logo em seguida, conectá-las com a pesquisa. O Suporte Eventual ajuda a compilar o material, selecionar as frases de impacto e estabelecer o diálogo com os demais departamentos envolvidos na publicação do conteúdo, como o Marketing, Comunicação e TI.

Isso tudo antes e durante o evento. Depois, ainda, todos eles assumem o papel de escritores e convertem os relatos em artigos científicos para posterior publicação, consolidando os ‘Anais do Congresso’.

Quem são os Relatores?

Depois da primeira formação em 2016, concebida por Luiz Fernando Casagrande Pereira, a Relatoria CBDE ganhou autonomia e passou, sob a coordenação de Paulo Henrique Golambiuk, a formar seu próprio time.

Abaixo as composições:

2016 – V CBDE:
Coordenação: Luiz Eduardo Peccinin
Relatores: André Eiji Shiroma, Caroline de Fátima Helpa, Fernando Matheus da Silva, Guilherme de Abreu e Silva, Maitê Chaves Nakad Marrez, Michelle Ramalho Cardoso, Paulo Henrique Golambiuk, Pedro Henrique Val Feitosa, Wagner Luiz Zaclikevis

2018 – VI CBDE:
Coordenação: Paulo Henrique Golambiuk
Relatores: André Eiji Shiroma, Caroline de Fátima Helpa, Eliane Bavaresco Volpato, Emma Roberta Palú Bueno, Guilherme de Abreu e Silva, Isabel Arruda Quadros da Silva, Maitê Chaves Nakad Marrez, Rafaele Balbinotte Wincardt, Roberta Alves Pinto Guimarães, Wagner Luiz Zaclikevis, Waldir Franco Félix Júnior, Yasmin Brehmer Handar.

2020 – VII CBDE:
Coordenação: Paulo Henrique Golambiuk
Comissários: Emma Roberta Palú Bueno, Geovane Silveira, Luiz Paulo Müller Franqui, Maitê Chaves Nakad Marrez, Rafaele Balbinotte Wincardt, Roberta Alves Pinto Guimarães, Wagner Luiz Zaclikevis, Waldir Franco Félix Júnior.

Relatores: Jessica Mayara Bimbatti, Nahomi Helena de Santana, Paola Sayuri Mena Oliveira, Rafaela Farracha Labatut Pereira, Victor Rocha Costa, Franklin Sóstenes Soares Alcantara, Raniella Ferreira Legal, Salisia Menezes Peixoto, Beatriz Alves de Lima Morais, Lucas Anderson Cabral da Costa, Victor de Gois Saretti, Willian Michel Dissenha, Amanda Helena Aciari de Araujo, Giovana de Moraes Busnello dos Santos, Marina Fracaro, Sthephany Patrício.

Material para download

Anais do Congresso

Os Anais do V CBDE foram publicados na 17ª edição da Revista Brasileira de Direito Eleitoral – RBDE, que pode ser adquirida aqui: http://loja.editoraforum.com.br/revista-brasileira-de-direito-eleitoral-rbde.

Já os Anais do VI CBDE estão em Separata preparada pela Editora Boniijuris, disponível neste link: https://issuu.com/editorabonijuris/docs/separata_revista_bonijuris_ed665_web

Seja você também um Relator!

Você, especialista em Direito Eleitoral, pós-graduando ou graduando em Direito que já desempenha pesquisa na área, envie seu currículo simplificado e certificados pertinentes ao e-mail relatoria@iprade.com.br e aguarde contato.

Nosso time para o VII CBDE está sendo montado e você pode ser selecionado!